construção de plainas

curso rápido
marcenaria
carga horária: 16h
#plaina #marcenaria_tradicional

descrição


Uma das ferramentas mais importantes da marcenaria, a plaina é usada tanto na preparação da madeira quanto para fazer encaixes e acabamentos. Tradicionalmente era feita pelo próprio artesão, que a dotava das características pessoais e típicas de seu ofício e do uso que deveria receber. No primeiro módulo os alunos aprenderão a realizar todo o tratamento térmico de sua lâmina na forja. Para confeccionar a plaina cada aluno terá à disposição um bloco de madeira, que deverá serrar e aplainar de modo a conformar as partes da plaina para posterior montagem. Sobre os professores Roger Satoru Nakumo – Iniciou sua trajetória a partir de esculturas em metal e da ourivesaria. Formou-se em artes visuais em 2009. Como Cuteleiro trabalha em oficina, estuda e pesquisa há mais de 5 anos. Como Professor, atua como oficineiro de atividades com crianças e adolescentes planejando e executando projetos que abrangem diferentes técnicas como : marcenaria, eletrônica, mecânica. Thiago Endrigo Silva – Começou a mexer com madeira aos dois anos de idade e trabalha atualmente como organeiro, artesão e professor de marcenaria de crianças e adultos. Entende que o fazer tem uma dimensão ética e estética fundamental na vida humana, razão pela qual se dedica a investigar ofícios e técnicas tradicionais ligados à madeira. Já enfrentou e venceu o Pereio em um jogo de sinuca.

programa


Módulo I - Têmpera e Revenimento Apresentação das ferramentas básicas de uma oficina de cutelaria - após demonstração da têmpera da lâmina de plaina, cada aluno receberá uma lâmina já usinada e retificada e fará a sua têmpera - último tratamento do módulo: revenimento - conversa breve sobre metalurgia: aço carbono, forjamento, tratamentos térmicos. Módulo II - Construção de Plaina de Madeira Breve apresentação das plainas, sua constituição, uso e história - confecção dos componentes da plaina: bloco central e laterais, que devem ser serrados e aparelhados - corte das rampas no bloco central - aplainamento das rampas - confecção da cunha - furação para os pinos de colagem e o pino da cunha - colagem de todo o conjunto - retífica da sola - montagem final e ajuste - estabelecimento do formato definitivo e acabamento - demonstração e discussão sobre afiação.


carga horária: 16h

pré-requisitos:
não há pré-requisitos

outras edições

Edição #5

encerrada em 25.03


Edição #4

encerrada em 29.10


Edição #2

encerrada em 23.07